terça-feira, agosto 07, 2007

marcador


Existem tantas situações que podem servir para marcar etapas da vida; e, independente de tudo ao redor, se tu quer ou não, enxergue ou sim, tenha mai ou pãe, diga nim ou são, sempre haverá as fases. A fase das coisas, dos bichos, das mulheres, dos quase homnídios, dos homens e homens e OMOS de fases.
Todos, quase todos, têm uma maneirazinha, mesmo que nem tanto secreta, de demarcar etapas.



Vaso ruim, um novo chão pra cair. Os cachorros (obviamente) escolhem os postes. Os gatos desnorteados, sapatos para enxixizar. Os ratos, novos bueiros a peregrinar. O João de Barro, os melhores galhos para morar. Os pandas, as melhores bambus para mastigar.
Os presidiários, um celular para fugir do celar. O Pão duro, uma conta do além para reclamar. Popuzudas, novos shorts para atolar. Ninfomaníacos, novas esquinas para trepar.

Políticos, pares de tetas para mamar. Deputado, nova loteria para acertar. Hipocondríaca, uma nova boleta para delirar. Robocop, novos chips para detonar. Os árabes, novas guerras para encetar. Ninfas, um novo Ulisses para aliciar. O entendiado, um raro pássaro para engaiolar. O ledor, um livro não lido para engasgar. A revista, um factóide para orbitar, a mulher romântica que nega, um Roberto Carlos para cantar, e a mulher bipolar, sapatos Paramar.



O carrasco, uma cara vítima. O popstar, um escândalo.
Chefs e gourmês nem precisa dizer. O OMO, um novo lançamento.
As principesas falidas, perfume second hand. os coitados, sapatos de brechó.
Narizes que respiram com o cérebro escolhem a música. E cérebros que respiram com o nariz escolhem óculos escuros da hora pra fazer chamariz. Tudo, mesmo que por um triz, uma fase. Mesmo que dure uma vida. A vida é uma fase. Até porque, daqui a pouco, nossos pés precisam ceder lugar a outros que vêm.


Então está tudo assim. Tudo bem demarcado. Etapa por etapa. Cada qual, bem feliz, à sua maneira, vivendo a singularidade das suas pretensões plurais.
A começar por mim...

4 comentários:

Robson Corrêa de Araújo disse...

novamente muito interessante dois toques :adorno e blog...gosto gosto gosto

Iza Lunarbelle disse...

Como sempre, show de bola.

Sinto as etapas no meu corpo e na minha cabeça, e sorrio sozinha. O coração parece não ver passar o tempo.

Isso quando não estou anestesiada, como hoje.

Bjs

Léo disse...

"Então está tudo assim. Tudo bem demarcado. Etapa por etapa. Cada qual, bem feliz, à sua maneira, vivendo a singularidade das suas pretensões plurais"

Só uma pequena chatice, não acho que seja "a começar por vc" mas sim que vc é uma das poucas que levam isso tudo á sério
(ou não: vc pode estar sendo irônica)
rs


(P.s: teu blog é arte pura, na verve
e na moldura)

bjoka

Anônimo disse...

dexa comentá pô